Fala galera, e se existisse mais um planeta em nosso sistema solar? Pois é hoje vamos falar do Planeta Nove. O Planeta Nove é um planeta gigante gelado hipotético que teria cerca de dez vezes a massa da Terra e que pode estar a orbitar no Sistema Solar exterior. A existência do planeta explicaria as órbitas peculiares de um grupo de objetos transnetunianos localizados no Cinturão de Kuiper.

Em 2012, o brasileiro Rodney Gomes, do Observatório Nacional do Brasil, modelou as órbitas de 92 objetos do cinturão de Kuiper e descobriu que seis delas eram mais alongadas que o previsto e concluiu que a explicação mais simples era a atração gravitacional de um planeta distante.

Em 2014, pesquisadores do Carnegie Institution of Science e do Observatório Gemini, no Havaí, encontraram evidências preliminares. Em janeiro de 2016, dois astrônomos do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) encontraram provas adicionais da existência deste corpo celeste. Estima-se que o Planeta Nove seja similar em tamanho e composição ao planeta Netuno e que possa ser o quinto planeta gasoso descrito no modelo de Nice.

Até 2019, a busca pelo Planeta Nove resultou em 62 objetos distantes, que representam cerca de 80% de todos os conhecidos além de 60 unidades astronômicas (AU).


Características


Tamanho 

O planeta deve ter cerca de 10 vezes a massa da Terra e de 2 a 4 vezes o diâmetro da Terra. Uma pesquisa de infravermelho pelo Wide-field Infrared Survey Explorer em 2009 não exclui tal objeto, visto que seus resultados permitem que um objeto do tamanho de Netuno exista além de 700 UA. Um estudo semelhante em 2014, focado em corpos de maior massa que poderiam existir no Sistema Solar exterior, exclui a possibilidade de que objetos do tamanho de Júpiter existam a até 26.000 UA.


Composição 

Mike Brown especula que o planeta seja provavelmente um gigante gelado ejetado, de composição similar a de Urano ou Netuno: uma mistura de rocha e gelo com uma camada de gás.


Órbita 

Estima-se que o Planeta Nove siga uma trajetória elíptica em torno do Sol, com um período orbital de 10.000-20.000 anos. O planeta hipotético teria uma distância orbital média de cerca de 600 unidades astronômicas (UA) (90 bilhões de quilômetros), ou cerca de 20 vezes a distância de Netuno do Sol, embora possa estar tão perto quanto 200 UA (30 bilhões de quilômetros) e sua inclinação estimada como ±30 graus. A órbita altamente excêntrica do planeta hipotético poderia levá-lo tão longe quanto 1200 UA (180 bilhões de quilômetros) no extremo de sua órbita. E neste momento, é provável que esteja no ponto mais distante do sol, possivelmente tão longe quanto 250 bilhões de quilômetros de distância em uma grande região do céu em torno da constelação de Orion.

Siga o Mundialgeek nas redes sociais e fique por dentro das maiores curiosidades que você pode saber.

(Reprodução Wikipedia)

Deixe o seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem