Todos sonham e isso acontece todos os dias, mas um pequeno grupo de pessoas conseguem saber que estão sonhando enquanto sonham. Venham conosco e descubram os mistérios dos sonhos lúcidos.


Os sonhos são um produto do nosso subconsciente e podem ser representados por coisas que vivemos e/ ou desejos que temos. Eles são como um reflexo do que nos acontece.

Há séculos os sonhos são objetos de estudos ou servem como forma de advertência. Eles aparecem em mitologias, estudos bíblicos e em diversas religiões. Há mais de 10 mil anos os monges budistas já realizam a “yoga dos sonhos”.

Para muitos, os sonhos podem prever coisas e são uma representação dos nossos desejos mais reprimidos. Todas as pessoas sonham e isso acontece todas as noites no estágio REM, a parte do sono mais profunda. E quando achamos que não sonhamos é porque não nos lembramos desses sonhos.

Mas, o que para muitos ainda é um mistério, inclusive para a ciência, são aquelas pessoas qua são capazes de ter sonhos lúcidos.


Sonhos Lúcidos: O que são?


Imagine que você está nas montanhas, o clima é frio e você está prestes a ser atacado por um búfalo. Para a maioria da população, sonhar com isto, na verdade, seria um pesadelo porque terminaria atacada ou fugindo desesperadamente do animal.

Mas, as pessoas que tem sonhos lúcidos são capazes de saber que estão sonhando enquanto sonham. E algumas vão mais além, conseguem modificar elementos do sonho enquanto estão dormindo, outros conseguem sonhar que estão voando. LaBerge, um psicofisiologista famoso por fazer estudos sobre o assunto, realizou uma pesquisa para comprovar que os sonhos lúcidos acontecem durante a fase REM do sono, assim como os demais sonhos.

Uma pesquisa desenvolvida na Alemanha procurou entender o que acontece no cérebro das pessoas e porque algumas delas conseguem ter sonhos lúcidos. A pesquisa encontrou mais atividade no cérebro dessas pessoas do que nas que tinham sonhos comuns, mais especificamente no córtex fronto-polar (responsável por processar nossos pensamentos e sentimentos) e no precuneus (ligado à autopercepção).

Alguns cientistas, incluindo LaBerge, afirmam que é possível induzir seu cérebro a ter sonhos lúcidos como mentalizar antes de dormir e então manter a lucidez no sonho, fazer testes de realidade, manter um diário sobre os sonhos e criar âncoras nos sonhos para saber que está sonhando. O tema é amplamente estudado e visa a capacidade de ajudar pacientes com transtornos psiquiátricos e outras pessoas a melhorarem seu desempenho através dos sonhos.

Vale dizer que, todos nós já tivemos pelo menos um sonho lúcido na vida, logo, eles não são um fenômeno incomum. O que os torna objetos de estudos são a frequência e a duração dos momentos de lucidez nos sonhos.


Siga o MundialGeek nas redes sociais e não fique por fora dessa e mais notícias do mundo dos sonhos.

Deixe o seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem