Fly O pequeno Guerreiro esta de volta!


Salve amigos! Pois é Fly esta de volta, agora mais clássico do nunca e um pouco mais fiel ao mangá.

Dragon Quest: Dai no Daibouken originalmente é uma obra de 1993 baseado no mangá de mesmo nome. No Brasil a série ficou conhecida como Fly O Pequeno Guerreiro, sendo exibida pelo SBT em seus singelos 46 episódios. A série não pode mais ser continuada, devido a desentendimentos entre as duas produtoras responsáveis (Enix e Toei). O mangá que tem sua história de origem tem 37 volumes e foi um sucesso na época de sua publicação, já que sua história é baseada na série de jogos Dragon Quest.

Após esse rápido resumo, vamos ao que interessa. A série nova de TV que promete cobrir oque não foi mostrado além de dar um reboot mais que merecido a obra.

Nossa história começa em uma remota ilha nos mares do sul. Dai, um garoto com o sonho de se tornar um grande guerreiro treina com seu avô de criação. Há anos atrás, ocorreu uma guerra entre o Lord das Trevas e o mundo. Felizmente existiu um grande herói, com força suficiente para derrota-lo. Os monstros que seguiam o mal, se transformaram em seres dóceis e se espalharam pelo mundo. Uma grande massa foi viver na ilha onde Dai agora reside.

Mas infelizmente o garoto é um desastre quando o assunto é magia. Por algum motivo ele sempre se frusta quando tenta fazer magia com as próprias mãos, e nunca da certo. Até que um dia a paz que reinava faz anos na remota ilha é interrompida por saqueadores. Eles pelas costas do Rei, mentindo que iriam apenas explorar, acabam por atacar Dai e sequestra o Gomechan, o seu amigo mais próximo da ilha.

E é obvio que Dai consegue resgatar seu companheiro de volta, usando toda sua determinação, e seu primeiro item mágico. Capsulas que prendem qualquer coisa dentro, apenas por pronunciar Gulp/Gush.

Após esse evento, o Rei fica sabendo da existência da ilha e espalha para o continente o feito nobre que Dai fez em salvar seus amigos. A partir daí, a ilha seria exposta e os acontecimentos do anime todos tem inicio a esse feito. 

A primeira personagem que percebemos ser fixa na série a aparecer é a Princesa Leona. Alguns servos desleais da coroa a levam até a ilha para "forjar um suposto ritual" de passagem de princesa real. A mentira era tudo uma desculpa para tentar mata-la longe dos portões do castelo. Temos uma rápida e intensa batalha contra uma armadura antiga do Lord das Trevas, e no episódio em que acontece já podemos presenciar para onde vai essa nova produção. As cores estão mais vivas do que nunca. Apesar de eu curtir bastante as cenas de luta, devo fixar aqui, que as batalhas estão bem superficiais e até parece uma cutscene de algum jogo da franquia (apesar que se parar para pensar até que faz sentido, o anime veio do mangá, que veio do jogo!)


No terceiro episódio conhecemos (pra quem nunca assistiu o clássico) o poderoso Mestre Avan, junto com seu discípulo Popp. Ele vem trazendo uma notícia assustadora para Dai. O Lord das Trevas despertou! Sim! Ele está vivo e cheio do ódio! Avan assim que chega na ilha, desenha sobre toda a terra um feitiço para continuar deixando os monstros da ilha doceis e protegidos contra magia negra. E obvio, Avan convida Dai a segui-lo, aprender os feitiços que ele tem a oferecer, e ser um grande herói, para derrotar de vez as Trevas.

E com um dos plot Twists mais clássicos que conheço em um anime, o Lord das Trevas vai atrás de Avan na ilha, e no episódio quatro já temos nosso primeiro embate contra as Trevas.


Guia de Episódios:

1. Dai, o pequeno herói
Chiisana Yuusha, Dai (小 さ な 勇者, ダ イ)

2. Dai e Princesa Leona
Dai para Leona-hime (ダ イ と レ オ ナ 姫)

3. O tutor do herói
Yuusha no Kateikyoushi (勇者 の 家庭 教師)

4. O retorno do Lorde das Trevas Hadlar
Maou Hadoraa no Fukkatsu (魔王 ハ ド ラ ー の 復活)


Considerações Finais

Apesar do Episódio 4 mostrar realmente o estilo que a série vai seguir, com uma questão entre ter poder maior que o oponente, e curti bem mais a batalha para salvar a vida de Leona. Ver personagens tão clássicos e nostalgicos revividos em cenas de ação atuais realmente me animou e me trouxe lembranças muito boas. Acredito que quem já viu o anime antigo, vai ter a mesma sensação. E quem ainda não viu, não perca o seu tempo e assista esse.

As músicas de Op e End, assim como a trilha dentro dos episódios está OK, e foi feito tudo com cautela para segurar futuros spoilers nas animações musicais. Pelo anime levar o peso de um caracter designer autor de Dragon Ball, Akira Toriyama, sempre vai passar por cima a sensação que os personagens parecem parentes do Goku, mas nada muito gritante, Toriyama realmente além de mangaka é um otimo divisor de aguas.

Bom e essa foi minha analise sobre o novo anime do Fly, "Dragon Quest: Dai no Daibouken", pelo menos em seus primeiros episódios. E você, oque achou sobre este lançamento? Deixe nos comentários e não deixe também de deixar seu feedback, para saber se posso alguma hora voltar a analisar mais episódios desta mesma série.





2 Comentários

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem