Fala galera, a China mais uma vez na frente inovando o mundo da tecnologia. A bordo do foguete chinês Long March 6, 13 satélites foram lançados ao espaço no último dia 5 um deles, porém, é especial: é o primeiro a ser testado dentro do programa chinês de desenvolvimento da sexta geração de dados móveis, ou melhor dizendo, o 6G.



“O 6G virá da combinação da rede de comunicação por satélite com a terrestre. Esperamos que ela seja até cem vezes mais veloz do que o 5G. Sua banda de frequência está configurada para se expandir do espectro de ondas milimétricas do 5G para o espectro tera-hertz", palavras do engenheiro Xu Yangsheng, da Academia Chinesa de Engenharia, à emissora estatal CCTV.

Segundo ele, "este satélite experimental marca a primeira vez em que a tecnologia de comunicação desse espectro será analisada em ação no espaço”.


Com cera de 70 kg, segundo a agência de notícias estatal Xinhua “o satélite da Universidade de Ciência Eletrônica e Tecnologia (UESTC, também conhecido como Tianyan 05) será usado principalmente para monitoramento remoto do solo e de desastres agrícolas e florestais. Ao mesmo tempo, testes relacionados de cargas de comunicação em tera-hertz serão realizados nesta plataforma de satélite”.


O espectro tera-hertz

A frequência do tera-hertz (também chamada de radiação T) é aquela na qual as ondas eletromagnéticas enviadas ficam entre 300 giga-hertz e 3 tera-hertz. No espectro eletromagnético, ela está entre as micro-ondas e o infravermelho. Assim como a primeira radiação, ela consegue penetrar em diversos materiais não-condutores: de nuvens a roupas, de madeira a plástico e cerâmica (mas não metais ou água).


Em 2012 a radiação T foi usada por cientistas japoneses, durante a transmissão de dados em rede sem fios usando essa faixa, chegando a atingir uma velocidade 20 vezes maior que a taxa de transferência padrão (150Mb por segundo). 

Sem interferências, a faixa tera-hertz permite a transmissão de dados a uma velocidade de 50 gigabits por segundo, hoje, as redes sem fio alcançam, no máximo, 500 megabytes por segundo.





Deixe o seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem