A Xiaomi teve uma nova atualização recentemente para o Mi 11 Ultra na China, e o update de código V12.5.10.0.RKACNXM trouxe um recurso chamado Super Power Saver, que tem como objetivo de ajudar na economia de bateria. Segundo a descrição da fabricante, o novo modo seria capaz de oferecer até 14 dias longe das tomadas, mas esse “benefício” tem um preço alto: sacrificar a experiência de uso consideravelmente.


Xiaomi Mi 11 Ultra (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Caso você não conheça esse modelo novo da Xiaomi, o Mi 11 Ultra é o smartphone da Xiaomi que vem com uma segunda tela na traseira. O display menor é a chave para o novo recurso de economia de energia. Ao ativar o Super Power Saver, o telefone desliga a tela principal do celular e passa a funcionar apenas com o painel auxiliar.

Além de limitar o usuário à tela de 1,1 polegada localizada na parte de trás do aparelho, as funções também ficam bem restritas. É possível visualizar a hora, atender ligações e realizar discagens para contatos de emergência, desde que você os configure antes. Basicamente, o seu celular passa a funcionar quase como uma Mi Band 5, sem todos os recursos fitness, é claro.


Super Power Saver da Xiaomi (Imagem: Reprodução)

Pode parecer um pouco desanimador depois de ler as entrelinhas, mas, o novo modo Super Power Saver deve ser de grande serventia para situações de emergência, o que é particularmente interessante em países que enfrentam catástrofes naturais com maior frequência, por exemplo, ou mesmo regiões que podem passar por grandes períodos de tempo sem energia elétrica.

Por enquanto, não se sabe se o recurso irá desembarcar em outras regiões além da China. O Xiaomi Mi 11 Ultra não tem previsão de chegada ao Brasil.

Por: Gizmochina.

Siga o MundialGeek nas redes sociais e não fique por fora dessa e mais notícias do mundo da tecnologia.

Deixe o seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem