Esse livro de Enoque é um antigo texto apocalíptico hebraico cheio de criaturas de outros mundos como demônios, gigantes, anjos, um dilúvio devastador e um aviso para toda a humanidade. Mas por que este livro perspicaz não aparece na Bíblia como a conhecemos? Nós vamos descobrir.


De onde veio o livro de Enoque?

O livro é mencionado num breve momento no livro do Gênesis, mas o livro em si é de tamanho enorme. Ele é composto por 5 volumes e 108 capítulos, o livro detalha a queda dos Vigilantes e as visitas de Enoque ao céu. Acredita-se que as seções mais antigas do texto (Livro dos Vigilantes) datam de cerca de 300-200 AC, e a última parte do texto (Livro de Parábolas) tem a data possivelmente de 100 AC. Os primeiros fragmentos aramaicos do texto são encontrados nos Manuscritos do Mar Morto, e o texto é encontrado em 11 manuscritos separados encontrados na área do Mar Morto. Dado o custo e o trabalho que teria sido necessário para produzir esses manuscritos, descobrir 11 deles incluindo o Livro de Enoque significa que a escritura foi amplamente distribuída e era bastante popular entre os primeiros cristãos.


Quando que o livro de Enoque foi banido?

O Livro de Enoque foi removido do cânone da Bíblia hebraica e dos cânones bíblicos cristãos. Enoque foi excluído do cânone formal do Tanakh e do cânone da Septuaginta. A Septuaginta é a tradução grega das escrituras hebraicas, livros apócrifos bíblicos e deuterocanônicos (refere-se a um conjunto de sete livros que estão presentes na Septuaginta, antiga tradução em grego do Antigo Testamento). Em 382 DC o papa Dâmaso encarregou Jerônimo o principal estudioso da Bíblia de seu tempo de traduzir uma versão latina aceitável da Bíblia grega a partir das várias traduções. Isso foi feito e novamente o Livro de Enoque não foi incluído. 

O livro caiu em desuso pela maioria das comunidades judaica e cristã e foi quase perdido até sua descoberta por James Bruce no final do século XVIII. Bruce encontrou o Livro de Enoque mais completo em manuscritos etíopes e foi trazido de volta para a Europa e traduzido para o inglês. A Igreja Ortodoxa Etíope incluiu o Livro de Enoque em seu cânon o tempo todo pois eles acreditam que o livro de Enoque não é apenas um documento inspirado mas foi escrito pelo próprio Enoque. 


Por que foi banido?

Acredita-se que o Livro de Enoque foi rejeitado pela tradição judaica porque continha profecias pertencentes a Cristo. Também se acredita que não foi incluído porque nunca foi referido como Escritura por Jesus ou pelos Apóstolos.


 E se houvesse outro motivo?

É possível que o livro tenha sido banido devido ao seu conteúdo. O livro começa com uma advertência à humanidade que detalha o julgamento divino que encontraremos e as sentenças que o próprio Deus imporá àqueles que não são dignos de ter a salvação. No início do Livro do Gênesis gigantes sanguinários vagam pela terra antes do dilúvio mas o Livro de Enoque nos diz de onde esses gigantes vieram. De acordo com este livro os Vigilantes eram anjos enviados para cuidar dos humanos. Alguns desses Vigilantes se envolveram com mulheres mortais e se reproduziram com elas. Os descendentes dessas uniões são conhecidos como Nephilim, gigantes sedentos de sangue que violam a Terra. Esses anjos caídos também ensinaram aos humanos como produzir armas, espelhos, encantamentos e cosméticos, causando a queda da humanidade.

É então explicado que isto justifica o motivo de Deus enviando um Grande Dilúvio, que seria para limpar a Terra dos Nephilim. Uriel foi enviado para informar Noé sobre os planos de Deus de não exterminar a humanidade. Azazel e os rebeldes Vigilantes foram lançados nas profundezas da Terra para aguardar o dia do julgamento. 

O livro detalha as visões que Enoque teve de Azazel implorando clemência e Uriel ajudando-o nas viagens pelos reinos celestiais. Os leitores também tem relatos bem detalhados dos poderes celestiais e dos horrores que aguardam os malfeitores. 

É possível que as igrejas judaica e cristã não quisessem que os seguidores tivessem essas informações tão detalhadas ou há mais do que isso? Frequentemente livros como o Evangelho de Maria são removidos do cânone bíblico porque contradiz os ensinamentos dos líderes da Igreja. É possível que o Livro de Enoque tenha sido removido pelo mesmo motivo. 

Colocando de forma bem clara o livro é um relato de seres extraordinários com tecnologia avançada, visitando a Terra. Eles compartilham sua tecnologia com a humanidade e geram descendentes híbridos, para o detrimento da humanidade. A evidência disso é apagada com uma inundação em massa (o dilúvio). Mas um Enoque humano pode encontrar o próprio Deus. Seu relato fica perdido por séculos. Embora certamente haja algo estranho sobre o Livro de Enoque pode não ser necessariamente uma prova de antigos visitantes alienígenas. Após extenso estudo descobriu-se que o Livro de Enoque como muitos outros livros da Bíblia foi escrito por muitos autores diferentes ao longo de muitos anos. Muitos dos autores viveram anos depois do homônimo do livro e nunca o teriam conhecido.O Livro de Enoque poderia ter sido banido porque seu conteúdo contradizia os ensinamentos de poderosos líderes da Igreja como dito a cima, ou porque provou a existência de visitantes extraterrestres. Ninguém sabe realmente. Mas um dia quem sabe iremos saber.

Siga o MundialGeek nas redes sociais e não fique por fora dessa e mais notícias do mundo dos livros proibidos.

Deixe o seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem