Os filmes nacionais nem sempre recebem toda a notoriedade as quais lhe são devidas. Muitos criticam o cinema nacional em suas produções, narrativas, sonoridade, visual, mas é necessário reconhecer o seu crescimento. Não se produz mais qualquer coisa sobre nossa cultura ou nossa história. Hoje temos muitos filmes referência da sociedade brasileira, muitos trazem a uma evidência o que se tem ocultado. Temos grandes produções nacionais desde o drama mais carregado por seu realismo até as comédias mais próprias ao nosso jeito de viver. Sempre é válido conferir os trabalhos nacionais, acompanhar o que está sendo refletido tão perto de nós. Apesar de tão criticado Bollyhood ganhou seu espaço no mundo com a produção, "Quem quer ser um Milhonário?". Precisamos apostar mais no nosso povo, nossa cultura, nossa arte.

Listo aqui 10 filmes nacionais os quais nos auxiliam a entender a percepção cinéfila brasileira. Vamos aproveitar nosso 7 de Setembro com os nossos

Central do Brasil (1998)
Na Estação do Brasil Dora, uma ex-professora ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas que tentam enviar notícias a seus entes queridos, mas ela recebe o pagamento e não posta as cartas no Correio. Depois de escrever para uma cliente Dora a vê morrer em um atropelamento e deixa seu filho Josué sozinho na Central do Brasil, Dora se encontra responsável por ele. Filme indicado ao Oscar como melhor filme estrangeiro.


Cidade de Deus (2002)
Buscapé é um garoto morador da Cidade de Deus com muita sensibilidade e desenvolve um amor pela fotografia. Ele narra toda a história da Cidade de Deus, toda a hierarquia de comando, por engano tem suas fotos tiradas dos criminosos publicadas no jornal e vê sua vida mudar. Um filme brasileiro de grande êxito, conta todo a história política e social da Cidade de Deus. Baseado em fatos reais.

O que é isso Companheiro?! (1997)
Dois amigos se unem contra o regimento militar imposto no Brasil no final dos anos 60 recrutando pessoas. Eles formam uma equipe a qual se dedica a enfretar os militares e para isso sequestram o embaixador dos EUA. Esse filme retrata bem o período militar no Brasil. Inspirador.


O Auto da Compadecida (2000)
A divertida história de Chicó e João Grilo, dois trapaceiros que vivem aplicando golpes em uma pequena cidade no nordeste do Brasil. Os dois juntos passam por variadas situações questionando aspectos éticos e vão parar nos tribunais divinos onde o que vale é o seu coração.


Minha Mãe é uma Peça (2012)
D. Herminia é a tipica mãe brasileira com todos os seus conflitos. Ela ainda cuida de seus filhos adolescentes sozinha e traz suas próprias questões enquanto mulher. Uma divertida comédia protagonizada pelo Paulo Gustavo, quem nos deixou recentemente vítima do Covid-19.


Cabras da Peste (2021)
Uma comédia tipicamente brasileira, retratando ação no nordeste do Brasil. Bruceuilis é um policial muito ágil do Inter do Ceará, ao ter sua cabra de estimação sequestrada ele precisa ir até São Paulo para resgata-la e acaba sendo a motivação para Trindade embarcar de cabeça nas investigações policiais o ajudando a solucionar os crimes.


Como os Nossos Pais (2017)
Um drama nacional que conta a história de Rosa está entrelaçada a da sua mãe dentro do cenário familiar. A difícil tarefa de compreender os pais se deve a nossa semelhança com eles.


Tropa de Elite (2007)
Capitão Nascimento ganha evidência quando chefia uma equipe responsável em pôr ordem no Morro do Turano no estado do RJ. Esse filme rendeu sequência, sendo um dos poucos filmes nacionais a alcançar grande público por sua ação.


Lisbela e o Prisioneiro (2003)
Lisbela é uma jovem sonhadora e romântica, encontra-se noiva mas não se sente em uma grande história de amor como as quais admira nós cinemas. Leleu é um aventureiro, malandro mas ao conhecer Lisbela, logo se apaixona.


Carandiru (2003)
Um médico se dispõe a cuidar da saúde dos presidiários e acaba conhecendo suas histórias enquanto trata de seus males. O maior presídio da América Latina é também grande foco de disseminação do vírus HIV, o grande trabalho do médico Drauzio Varella é cuidar para conter essa epidemia e durante o convívio desmistifica a figura dos presidiários e compreende a sociedade existente ali com suas próprias regras.


Deixe o seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem