Sinopse - Suernatural
Sammy e Dean Winchester percorrem os EUA em um Impala 1967 dando continuidade ao negócio da família, caçando fantasmas, salvando pessoas. Enquanto procuram por seu pai Jonh e tentam acabar com o demônio que destruiu a família levando sua mãe.

A série caiu muito da 7 até a 9 temporada, a 7 é trabalhada tendo Os Leviatãs como os vilões, seres de outra dimensão tentando destruir o mundo. o Dean vai até esse submundo bem escuro, inóspito mesmo e conhece a realidade que cercam esses seres. É muito difícil pra mim escrever sobre SuperNatural, pretendo usar a série como referência para várias análises, diversas abordagens as quais possam ser exploradas retratando as histórias da série ou às quais a série tenha trabalhado profundamente e aí serão mais review. Rsrsrs. Tratarei nas próximas linhas da saga como um todo e seu significado. A Estrada até aqui...

Inicialmente os irmãos Dean e Sammy Winchester só precisavam encontrar o pai e trazê-lo de volta pra casa, depois a história foi ganhando um sentido maior do que eles, do que salvar o pai deles ou ou se vingar pela morte da Jéssica (namorada do Sammy), eles se viram tendo que sobreviver e para isso precisam agir corretamente. Podemos considerá-los heróis?! Anti-heróis parecem se adequar mais aos dois irmãos. Eles percorrem os EUA falsificando cartões de crédito e credenciais do FBI, mas tudo isso em nome de salvar a vida de outras pessoas. Salvar a vida de outras pessoas é de alguma forma salvarem-se a si próprios, no percurso ao reencontro do pai eles precisam seguir coordenadas deixadas por John ou enviadas através de SMS, eles precisam dar continuidade ao negócio da família. Salvar vidas é o negócio da família, tentar impedir que o demônio o qual destruiu suas vidas quando ainda crianças destrua a vida de outras pessoas é o cumprimento ao qual merece a maior atenção e no final do trajeto eles encontraram o que procuram, depois de fazerem a coisa certa, de percorrerem o caminho.


Talvez o principal da vida seja a vida em si, chegar até o fim nem sempre parece fazer muito sentido, as tarefas encontradas parecem tão inúteis, mas se você fizer a sua parte pensando na vida como um jogo de quebra-cabeça, entendendo que a sua parte é parte de um todo, a sua finalidade pode ser banal quando você passa pelo submundo, quando você encontra o premio no final do arco-íris, eu não estou falando de caminhos cheios de algodão doce coloridos, estou falando de submundo, mas muitas vezes não damos atenção ao caminho mas ao fim, a finalidade, isso pode ser bom. Você pode pensar em tudo o que tem enfrentado e usar para seu crescimento ou agir como Polianna fazendo o jogo do contente, o importante é chegar até o fim. Esse parece o sentido preponderante na vida, chegar ao seu fim.

De qualquer maneira é necessário manter uma conduta coerente, essa é outra regra na vida, mais cedo ou mais tarde será reconhecido, a ética é o de mais seguro e inerente em nós, através do código de ética inconscientemente intrínsecos em nós desde a infância reproduzimos a maneira correta de agir com os outros servindo assim a nós mesmos, pensar no outro é pensar em nós. Vamos dar atenção a isso. Os irmãos seguem pelo caminho ensinado sobre o que é certo a se fazer.


Quando tudo parece perder o sentido eu só sei que o sentido é seguir em frente, não dá pra voltar no tempo sem desfazer o que temos e na verdade nem assim. A vida mais está aqui para ser servida do que para nos servir. não tem de "onde paramos para voltarmos". Vamos seguir em frente acreditando que haverá um porto seguro onde podemos parar para descansar. É isso o que tem e é isso o que fazemos, nós seguimos. Schopenhauer já dizia, em seu tratado O Mundo Como Vontade e Representação, que não há nem passado, nem futuro somente o agora. Meu coração para nesse trecho.

Na Things Hunter, também temos
E você pode conferir uma outra série bem interessante em

A missão na vida parece ser somente essa, chegar até o fim. Inicialmente os irmão procuram sentido para continuarem lutando, várias vezes o Dean confessa seu cansaço diante das lutas, mas eles seguem, seguem até quando não há mais motivos para continuar lutando, Chegar ao fim é vencer e é somente disso que precisamos. Entre tantas lágrimas o nosso papel é cumprido, ser feliz parece utopia. Fazer o que é certo independe do outro, somos uma parte de um todo e minhas ações corretas geram outras ações corretas, essa é a vida, um trabalho em equipe. E onde ficam os sonhos?! A gente entende que é isso o que tem e tentamos fazer o melhor possível.


A saga dos irmãos Winchesters trás uma profundidade inegável e é contada de forma extremamente cativante, não tem como não se apaixonar. Abordarei vários outros aspectos dentro da série. Escrevo aqui lembrando de cenas e vem lágrimas aos olhos porque lembro da minha vida e o quanto eles foram essa representação de força nos meus maiores momentos de fraqueza. Não há como não admirar a garra desses rapazes para sobreviver e ainda cuidarem da família. "A gente segue", "a gente cuida da familia", "o negócio da família".

Deixe o seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem