Eternal Sunshine Of The Spotless Mind / Universal

Joel e Clementine tentam fazer seu relacionamento dar certo, mesmo com tantos contracenso eles tentam continuar dando atenção um ao outro em nome do inegável amor que os conectam. Eles parecem não ter mais nada em comum além de uma solidão muito própria dos amantes perambulando pelas ruas, achando graça de tudo sozinhos e pensando que seria diferente se estivessem acompanhados. será um outro que irá completar nossas vidas dando o equilíbrio que realmente precisamos?! Depois de muitas tentativas e de muito se machucarem é chegada a hora de desistir, mas parece ser muito doloroso. Joel decide esquecer totalmente de Clementine após descobrir que ela o apagou completamente de suas lembranças, pra isso ele usa da ajuda de especialistas em programação cerebral. Ambos estão fartos de sofrer por amor.

Vidas entrelaçadas definem o surgimento das relações e suas configurações, muitas vezes confusas, desde relacionamentos leves e felizes até os profundos e conturbados. Às vezes a pessoa que você ama está alí a sua frente, mas você temendo do que pode vir a ser essa relação pra você, sua forma de lidar com os sentimentos envolvidos, acaba não se definindo. Ás vezes temos medo de nós mesmos e nossa postura diante dos relacionamentos que exigem serem sentidos e não somente serem desenvolvidos por uma lógica racional.

As histórias estão aí para serem vividas mas, muitas vezes tememos as dores, parte dessa vivência, nos tornando nosso principal obstáculo. Colocamos outras pessoas na história, ignoramos o reflexo de nossas ações justificando sempre que é pra nossa proteção. Por que deixamos o outro ir, se queremos possuir?! por que deixar, se queremos ficar?! É tão contraditória as ações tomadas dentro de um relacionamento amoroso, tudo parece se perder. Isso porque o amor parece ser nossa maior forma de exteriorização.

Dados Tecnicos:
Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças
2004 ‧ 1h 48m
Diretor: Michel Gondry
Onde Assistir: Netflix, Telecine

Esta Resenha faz parte de outros clássicos Romanticos para o Dia dos Namorados. Não deixe de acompanhar as outras resenhas que estamos fazendo esta semana:

Deixe o seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem